Khoiba: Trip-hop da República Tcheca

Trip-hop é um sub-gênero musical criado na Inglaterra, nascido no início dos anos 90 e caracterizado por utilizar elementos de lounge jazz, rock e hip hop. Os nomes mais famosos do estilo são provavelmente Massive Attack e Portishead, duas bandas britânicas. Entretanto, fui introduzido ao estilo pela desconhecida Khoiba, uma interessantíssima banda da República Tcheca.

Se você já ouviu o som de Portishead e Massive Attack, possivelmente utilizaria expressões como triste ou melancólico para descrevê-lo. Khoiba acentua esse estilo dark ainda mais. É certo que não combina com o clima tropical brasileiro, praia, verão e carnaval , mas soa como uma excelente trilha-sonora para um outono frio da capital Praga, uma das mas belas cidades do leste europeu.

Durante o seu tempo de vida, foram apenas dois álbuns lançados. “Mellowdrama”, o segundo, é interessante, mas o maior destaque fica na estreia “Nice Traps”. “Half In”, “T.I.M.E.” e “Not as it seems” (no vídeo abaixo) são excelentes exemplos uma ótima combinação dos elementos tradicionais do rock somados a sintetizadores e outras parafernalhas eletrônicas. As linhas de baixo estão evidentes na maioria das faixas e as guitarras variam entre momentos distorcidos e acústicos.

O destaque está na voz de Ema Brabcová. Eu diria que uma das palavras que mais bem descreve o vocal de Ema é “haunting”. Uma voz distinta, triste, que assombra e que combina com a melancolia das letras. Aliás, quando falo de que Khoiba é uma banda melancólica, não pense naquele estilo triste “fofinho” de Coldplay, Keane, Travis e a
galera do tal “new acoustic movement”, a parada por aqui é outra, bem mais sombria. “Silence wakes up
darkness upon me”; “Too late foreign dreams have deformed too much”; “It’s terrific how the day after day is worse” são alguns trechos que você ouve ao longo de “Nice Traps”.

A banda teve seu fim em 2008. Ema seguiu em uma nova banda, Luno, que apesar de manter o mesmo estilo e as mais marcantes características, na minha opinião, ainda não chega ao mesmo nível. Felizmente, o conteúdo dos dois discos da banda podem ser encontrados sem grandes dificuldades na internet.

 

Erick Yoshida

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

javaversion1
Warning: passthru() [function.passthru]: Cannot execute a blank command in /home/storage/5/a9/c8/pandaontheradio/public_html/wp-content/themes/casper/footer.php on line 3